fbpx

Portal do Aluno

Entrar no AVA Consultre PLAY

Capacitação - Cursos e Eventos

Início Presencial Ao vivo EAD In company Webinários

Conteúdos exclusivos

Consultre PLAY
Gestão de Documentos Digitais – Acesso e Preservação da Informação Arquivística INSCREVA-SE
Gestão de Documentos Digitais – Acesso e Preservação da Informação Arquivística

Gestão de Documentos Digitais – Acesso e Preservação da Informação Arquivística

Visão prática e holística das etapas de identificação, captura, acesso e preservação de documentos produzidos ou recebidos pelas instituições.

Brasília/DF - 05/10 a 07/10/2022 - 8h às 16h
R$ 2.990,00

Faça sua inscrição

Apresentação

Este curso contempla uma extensa, mas contextual, literatura sobre as atividades vinculadas com a identificação, captura, acesso e preservação de documentos produzidos ou recebidos pelas instituições no exercício de suas funções precípuas e de apoio. Sua programação, desenvolvida no contexto de um curso online, visa apresentar e discutir com os interessados diversos estudos técnicos, legislação, diagnósticos e ações que envolvem a implantação de gestão de documentos digitais nas instituições públicas.

 

Objetivo

Oferecer subsídios e orientações técnicas para a implantação de políticas de gestão e de preservação de documentos digitais em instituições públicas, embora, com pouquíssimas adaptações no escopo de requisitos legais, o conteúdo contemplado pelo curso pode ser igualmente aplicado a instituições privadas.

 

Público Alvo

Arquivistas, tecnólogos, administradores e demais profissionais da instituição com interesse ou envolvidos em projetos de gestão de documentos, digitalização e implantação de sistemas informatizados de gestão de documentos arquivísticos digitais.

Programa

Parte 1. Gestão de documentos e informações arquivísticas: uma introdução

O curso está calcado na teoria e práticas da disciplina Arquivística. Nesse escopo, a fim de facilitar a comunicação entre todos e o entendimento das próximas etapas do curso, apresenta-se definições, fundamentos e instrumentos de gestão de documentos no escopo arquivístico.
1. 1 Evolução dos registros informacionais
1.2 Impacto da evolução tecnológica na sociedade
1.3 Terminologia arquivística essencial
1.3.1 Arquivística: objetivos e objetos
1.3.2 Gestão de documentos
1.3.3 Documento arquivístico: definição e características
1.3.4 Documento digital: composição, componente digital, tipos
1.4 Instrumentos de gestão arquivística de documentos
1.4.1 Plano de classificação
1.4.2 Tabela de temporalidade e destinação
1.4.3 Manual de gestão arquivística de documentos
1.4.4 Esquema de classificação de acesso e segurança

Parte 2. Implantação de política de gestão documental nas instituições: erros e acertos

Gerir documentos digitais é um segundo passo após a adoção da gestão de documentos tradicionais e exige uma política bem definida e difundida e servidores adequadamente treinados, além de monitoramento constante. Todavia, essa ação costuma ser subdimensionada pelas instituições, o que pode resultar em frustração no alcance dos objetivos traçados. Assim, é importante conhecer aspectos comuns às instituições em geral quanto ao diagnóstico da situação da gestão de documentos na instituição e os erros e acertos comumente observado na implantação da gestão documental.
2.1 Arquivistas e os arquivos
2.2 Dificuldades da implantação de gestão arquivística de documentos
2.3 Arquivistas e os arquivos
2.4 Atenção aos serviços oferecidos: visão legal
2.5 Cronograma de implantação de gestão arquivística de documentos
2.6 Implantação de gestão arquivística de documentos: diagnóstico de experiências
2.7 A gestão de correio eletrônico: abordagem inicial

Parte 3. Transformação digital e o eArq Brasil

O conceito de transformação digital, cada vez mais arraigado nas instituições, tem capitaneado a ampliação da adoção de tecnologias, resultando na mudança, adaptação e criação de novos processos de trabalho. Neste escopo é necessário apresentar os principais conceitos relativos à transformação digital e a importância do modelo para sistema informatizado de gestão arquivística de documentos (Sigad), aprovado pelo Conselho Nacional de Arquivos, para o sucesso dessa empreitada institucional.
3.1 Introdução à transformação digital
3.1.1 Conceito
3.1.2 Elementos
3.1.3 Tecnologias que apoiam a transformação digital
3.1.4 Digitalização x transformação digital
3.2 Sistemas eletrônicos de informação
3.2.1 GED e suas tecnologias
3.2.2 Sigad: normatização e escopo
3.3. eArq Brasil
3.3.1 Estrutura e requisitos
3.3.2 Fatores críticos para implantação do Sigad
3.3.3 O SEI

Parte 4. Acesso a informação e aos documentos arquivísticos

A Constituição da República Federativa do Brasil estabelece que o acesso às informações públicas é um direito do cidadão e um dever do Estado. Nesse escopo, encontra-se o princípio da transparência das ações governamentais e a lei de acesso à informação definindo o acesso como regra e o sigilo como exceção. Por outro lado, a tradução institucional dos requisitos legais demanda atenção a fim de evitar excessos ou faltas. Nesta parte, discute-se políticas e procedimentos relativos ao acesso e à proteção de informações e documentos arquivísticos no âmbito institucional.
4.1 Acesso à informação na instituição
4.1.1 Impacto da legislação
4.1.2 Aspectos a serem regulamentados
4.2 A lei de acesso à informação (LAI)
4.2.1 Escalada da transparência governamental
4.2.2 Mudanças implementadas pela LAI
4.2.3 Diagnóstico da aplicação da LAI
4.3 O que os cidadãos querem saber da administração pública
4.4 Tratamento de informações com restrição de acesso
4.5 Introdução à proteção de dados pessoais (LGPD)
4.6 Confiabilidade de registros digitais disponíveis
4.6.1 Legislação sobre processo administrativo eletrônico e digitalização
4.6.2 Assinaturas eletrônicas
4.6.3 Redes sociais e desinformação

Parte 5. Avaliação e preservação de documentos digitais

Uma das características principais dos documentos arquivísticos, digitais ou não, é a relação orgânica entre eles. Ou seja, os documentos não são produzidos ao acaso, mas no âmbito de uma ação institucionalmente regulada e, como resultado, precisa ser analisado e definida sua destinação no escopo dos objetivos de sua produção. Por outro lado, preservar documentos implica em custos, assim, quanto melhor identificados os documentos imprescindíveis à instituição, potencialmente menores serão os gastos para sua manutenção. Nessa parte do curso serão apresentados procedimentos de avaliação documental e normas e práticas de preservação de documentos digitais.
Discutem-se fatores relacionados à preservação digital, contemplando aspectos como avaliação, perenidade de acesso e difusão via web, repositórios.
5.1 Carta para a preservação do patrimônio arquivístico digital
5.2 Avaliação de documentos arquivísticos digitais
5.2.1 Eliminação indiscriminada
5.2.1 Exemplos de eliminação informais e criminosas
5.2.3 Por que avaliar documentos digitais?
5.2.4 Regulamentação das políticas de avaliação e destinação
5.2.5 Comissões de avaliação e definição de prazos de guarda
5.3 Preservação como função arquivística
5.3.1 Definição
5.3.2 Cadeia de custódia
5.3.3 Políticas de preservação.
5.3.4 Obsolescência tecnológica e degradação física
5.3.5 Estratégias de preservação digital
5.4 Segurança da Informação
5.4.1 Elementos da segurança da informação
5.5 Repositório Arquivístico digital confiável (RDC-Arq)
5.5.1 Modelo OAIS e o Archivematica
5.5.2 Relacionamento entre plataformas de gestão, preservação e difusão

 

Professor

Vanderlei Batista

Professor e consultor, em nível nacional, de empresas públicas e privadas na área de Gestão de Documentos Eletrônicos, desde 2002. Mestre e Doutor em Ciência da Informação pela Universidade de Brasília (UnB). Bacharel em Arquivologia pela Universidade de Brasília – UnB. Membro da Câmara Técnica de Documentos Eletrônicos do Conselho Nacional de Arquivos. Professor de cursos de pós-graduação e consultor em projetos de gestão da informação. Autor dos livros”Gestão de documentos eletrônicos: uma visão arquivística”, (2005).”Arquivística: temas contemporâneos” (2007). “Gerenciamento Eletrônico de Documentos de Arquivo” (2012).


Agenda

Brasília/DF - 05/10 a 07/10/2022 - 8h às 16h

WINDSOR PLAZA BRASÍLIA
SHS – Quadra 5 – BL H
Asa Sul, Brasília/DF
Telefone: (61) 2195-1100
Preços especiais para participantes do evento (sujeito a disponibilidade).
*Se optar pelo hotel de realização do evento, informe, no ato da reserva, que é participante do curso da CONSULTRE.

Mais detalhes



R$ 2.990,00

*Valores especiais para Grupos: Sob consulta, conforme número de inscritos neste ou em mais eventos. Envie e-mail para consultre@consultre.com.br

**No valor do investimento, está incluso: Material didático e de apoio; mochila executiva; almoço e coffee-break (em todos os dias do curso); e certificado.



Por meio de depósito, DOC ou ordem bancária.

Banco do Brasil
Agência: 1240-8
Conta Corrente: 105.895-9

Favorecido: CONSULTRE – Consultoria e Treinamento Ltda.
CNPJ: 36.003.671/0001-53



Razão Social: Consultre – Consultoria e Treinamento Ltda.
Endereço: Avenida Champagnat, 645 - Ed. Palmares, Sala 502 - Centro, Vila Velha, Espírito Santo – CEP: 29. 100-011

CNPJ: 36.003.671/0001-53
Inscrição Estadual: Isento
Inscrição Municipal: 24.687-0

Estamos cadastrados no SICAF

E-mail para envio do empenho: inscricao@consultre.com.br

Clique aqui e tenha acesso as nossas CERTIDÕES NEGATIVAS.

 



7h30 - Credenciamento (apenas no primeiro dia)
8h - Início da aula
10h - Intervalo
12h30 - Almoço
13h30 - Retorno à aula
16h - Término da aula

Carga horária: 21 horas



Recomendamos que sua pré-reserva seja feita com antecedência, para garantir sua vaga, pois muitos cursos esgotam suas vagas bem antes do prazo limite.

Sugerimos que realizem a compra de passagem e reserva de hospedagem somente após a confirmação do evento por e-mail.

0 Anos de credibilidade
0 Pessoas capacitadas
+0 Clientes fidelizados
+0 Cursos e seminários realizados

Cursos In Company

Você pode levar este curso para seu órgão ou empresa.

Solicite uma proposta
Podemos te ajudar?